Paróquia Nossa Senhora de Nazaré

História da Paróquia e Prelazia de Lábrea – Por Fr. Miguel Angel Peralta

No dia 6 de setembro de 1878, com a presença em Lábrea do bispo do Pará e Amazonas, foi criada a paróquia Nossa Senhora de Nazaré. Como ainda não existia igreja, o bispo celebrou a missa no barco “Andirá”, que tinha trazido ele desde Belém do Pará, após muitas semanas de viagem. Manaus, uma nascente cidade, ainda não tinha bispo, dependia de Belem do Pará.. Dois dias mais tarde, no dia 8 de setembro, festa da Natividade de Maria, o padre Francisco Leite Barbosa tomava posse como primeiro pároco de Lábrea. Atendia desde Peru e Bolívia até a desembocadura do rio Purus no rio Amazonas: 400.000 km² de extensão, 3.000 quilômetros sinuosos do rio Purus e milhares de quilômetros de afluentes.

A canoa e o remo foram os únicos meios de transporte do Padre Leite. Meses e meses visitando as famílias nos seringais, “procurando com gentileza e afabilidade conduzir aos bons costumes e para a moralidade, não sendo difícil conseguir unir todos os que estavam amasiados aos laços matrimoniais”, escrevia o missionário no seu diário. Os nordestinos traziam com eles sua fé, suas devoções a São Francisco de Assis, São Sebastião, Santa Luzia, São Raimundo Nonato e Nossa Senhora de Nazaré. Eles foram os catequistas e os evangelizadores. O sacerdote era visto apenas uma vez no ano e nem sempre. As devoções mantiveram a fé.

Pároco e vereador

Durante trinta anos o Padre Leite foi o pároco e quase sempre o único sacerdote. Construiu uma olaria, uma carpintaria, organizou o povo, foi vereador da primeira câmara municipal e na sua casa celebrou-se a primeira reunião da câmara na qual os vereadores juraram diante dos Santos Evangelhos “sustentar a felicidade pública”.Durante trinta anos, o Padre Leite batizou mais de 23.000 crianças (mais de 5.000 chamados de “filhos naturais” por ter nascido fora do matrimônio ou de pais “amasiados”) e realizou mais de 4.000 casamentos.

Em Lábrea chegaram a serem publicados quatro jornais. No final do século XIX, com a assessoria do engenheiro espanhol Emilio Canizo, o Padre Leite começou a construção da atual catedral de Lábrea: as telhas vieram de Marselha, a torre de ferro de Hamburgo (Alemanha), os bancos de Belém do Pará e os pedreiros do Nordeste de Brasil. A igreja, hoje catedral, foi consagrada e inaugurada em 1911 e semelhante à igreja do Menino de Praga de Fortaleza. Fazia três anos que o Padre Leite, doente, após trinta anos em Lábrea, tinha regressado para sua terra. A cidade de Lábrea tinha “oitenta famílias e vinte casas”. O Padre Leite faleceu em Fortaleza no dia 28 de Janeiro de 1921. Depois que ele saiu, outros sacerdotes assumiram a paróquia. Pe. Eulises Montesano (1908-1912) Pe. Manuel Monteiro (1912-1921) nascido no Carmo e Pe. José Tito (1921-1926).

Agostinianos Recoletos

A Prelazia de Lábrea foi criada pelo Papa Pio XI, em 1 de Maio de 1925, pela bula“Imperscrutabili Dei consilio”, desmembrando-a da diocese de Manaus. Em 1926 foi encomendada aos Agostinianos Recoletos. As prelazias eram encomendadas pelo papa às congregações religiosas que se responsabilizavam de tudo. O governador do Amazonas ofereceu ao primeiro recoleto, Marcelo Calvo, ser o prefeito de Lábrea. Não aceitou. Juntamente com o anúncio do Evangelho e a administração dos sacramentos acompanhava os missionarios um grande desejo de progresso cultural e social do povo.

No ano seguinte da chegada dos recoletos, fez a estréia a “Archifilarmônica Labrense” dirigida pelo religioso Benvindo Beamonte, assim como o coral de cantores. Os missionários construíram barcos e o farol do porto. Com geradores elétricos iluminaram as ruas; criaram escolas e organizaram a educação; incentivaram as artes e o teatro; construíram poços de água; eram médicos das almas e dos corpos; construíram o hospital, igrejas, centros sociais; prepararam campos para a agricultura; incentivaram a organização social e os sindicatos; levaram a cabo a construção do aeroporto e passavam meses pelos rios visitando os seringais.

Setor:
Sede
Rua:
Travessa Nazaré
Número:
119
Complemento:
Praça Coronel Labre
Bairro:
Centro
Telefone:
(97) 3331-1515
Cidade:
Lábrea
Estado:
Amazonas
Cep:
69.830-000
Horários de Missa:
Domingo
19:30h, 08:00h, 07:00h
Segunda
19:30h, 07:00h
Terça
19:30h
Quarta
19:30h
Quinta
19:30h
Sexta
19:30h
Sábado
19:30h, 19:00h, 07:00h
Diáconos:
Comunidades: