A Prelazia de Lábrea na WEB – Importância dos meios de comunicação social

Na abertura da página Web da Prelazia de Lábrea, me parece conveniente recordar o que Concilio Vaticano II já dizia no Decreto “INTER MIRIFICA” sobre os Meios de Comunicação Social 47 anos atrás e que continua atual:

Importância dos meios de comunicação social

“Entre as maravilhosas invenções da técnica que, principalmente nos nossos dias, o engenho humano extraiu, com a ajuda de Deus, das coisas criadas, a santa Igreja acolhe e fomenta aquelas que dizem respeito, antes de mais, ao espírito humano e abriram novos caminhos para comunicar facilmente notícias, ideias e ordens. Entre estes meios, salientam-se aqueles que, por sua natureza, podem atingir e mover não só cada um dos homens, mas também as multidões e toda a sociedade humana, como a imprensa, o cinema, a rádio, a televisão e outros que, por isso mesmo, podem chamar-se, com toda a razão, meios de comunicação social.” (Vat. II, Inter Mirifica, 1)

E também uma advertência…

“A mãe Igreja sabe que estes meios, retamente utilizados, prestam ajuda valiosa ao gênero humano, enquanto contribuem eficazmente para recrear e cultivar os espíritos e para propagar e firmar o reino de Deus; sabe também que os homens podem utilizar tais meios contra o desígnio do Criador e convertê-los em meios da sua própria ruína; mais ainda, sente uma maternal angústia pelos danos que, com o seu mau uso, se têm infligido, com demasiada frequência, à sociedade humana.

Em face disto, o sagrado Concílio, acolhendo a vigilante preocupação de Pontífices e Bispos em matéria de tanta importância, considera seu dever ocupar-se das principais questões respeitantes aos meios de comunicação social. Confia, além disso, em que a sua doutrina e disciplina, assim apresentadas, aproveitarão não só ao bem dos cristãos, mas também ao progresso de toda a sociedade humana.” (Vat. II, Inter Mirifica, 2)

Entre esses meios, naquela época ainda não especificados expressamente, encontram-se os serviços de internet, que também nossa Prelazia quer se aproveitar para um melhor serviço do povo de Deus. TV, Rádio e agora Internet, são excelentes quando colocados a serviço da vida, no respeito da integralidade da pessoa humana e da sociedade, e não como meios de opressão.

As dificuldades de comunicação em nossa região do Purus, agravadas pelas grandes distâncias, são agora aliviadas em parte por estes meios que podem entrar nas casas de todos oferecendo conhecimento de valores que podem dignificar as pessoas e comunidades, aproximando-nos de tantos irmãos distantes fisicamente com os que podemos manter novas formas de relacionamento solidário.

Como cristãos, somos cidadãos deste mundo, não podemos ficar alheios à realidade que nos envolve e que, muitas vezes, nos questiona e inquieta para mobilizar-nos em busca de melhores condições de vida para tantos irmãos e irmãs carentes do mínimo necessário. Não podemos ficar omissos vendo as coisas acontecerem sem atuar de alguma forma para reverter as situações de marginalização social.

Os Povos Indígenas do Purus com seu modo de vida – a cultura do bem viver – sempre comunicaram a fraternidade cósmica. Foram massacrados devido ao egoísmo e a comunicação do mal que chegou pelos mesmos rios que fomentam a vida e fartura. Neste contexto de invasão, destruição e colonização chegaram também, os que nos precederam na missão, com as suas debilidades e imperfeições, porém, portadores da esperança que brota do Evangelho.

Os primeiros missionários/as são nossos irmãos e irmãs mais próximos que se doaram e se doam colocando as suas vidas a serviço dos outros nas inúmeras comunidades existentes nas margens do Purus e afluentes, assim como nos ramais das estradas de nossa Prelazia: são um estímulo para todos/as. Quantos membros de nossas famílias e comunidades nos estimulam com seu exemplo… Olhemos para eles e os sigamos!

Quero deixar aqui a constância de alguns que se destacaram, sem querer desmerecer o valor de tantos testemunhos anônimos que muitos de vocês podem ter especialmente presentes até nas suas próprias famílias: Francisco Barbosa (o primeiro pároco do Purus), Inácio Martínez (morto nas margens do Purus quando evangelizava o povo ribeirinho e indígena), Jesus Pardo (morto salvando crianças que se afogavam na praia do pirão), Cleusa (assassinada por defender os direitos indígenas), Mario Sabino (desaparecido nas águas do Purus quando se dirigia a sua paróquia de Pauini), Gunther (que entregou seus melhores anos de vida pelas populações indígenas), Antônio Pego(da igreja irmã de Vitoria, que acompanhava os jovens de Lábrea), o soldado Antônio (falecido na foz do rio Jacaré quando descia da guerra do Acre), Gilda (muito admirada e reconhecida em Pauini).

Família e Missão, as duas prioridades definidas na última Assembleia da Prelazia, nos impulsionam a somar esforços para melhorar as situações provocadas pela desestruturação familiar que afeta a nossa sociedade, mas principalmente as crianças, os adolescentes, os jovens e as pessoas idosas. Igualmente a ação com os mais afastados, tanto das cidades como do interior. É urgente que todos possam se favorecer das possibilidades que nos oferecem os valores cristãos, para que melhor compartidos possamos encontrar a vida feliz que almejamos no mais profundo do nosso ser e – que Jesus nos ensina – e quer para todos.

Quantas vezes escutamos aquela frase: “Quem não vive para servir não serve para viver”. O segredo da verdadeira felicidade foi-nos muito bem apresentado por Jesus, principalmente com seu exemplo de serviço até o dom completo de sua vida em favor de todos… Mãos à obra!!!

Que esta página Web possa ser um excelente meio de Evangelização e transmissão de valores a serviço de todos, sendo sal e luz, como o próprio Concilio Vaticano II nos diz:
“… como sal e como luz darão sabor à terra e iluminarão o mundo. O Concílio convida, além disso, todos os homens de boa vontade, especialmente aqueles que dirigem estes meios, a que se esforcem por os utilizar a bem da sociedade humana, cuja sorte depende cada dia mais do uso reto deles. (Vat. II, Inter Mirifica, 24)

Que Deus vos abençoe e acompanhe sempre!
Forte abraço de seu irmão bispo
Jesus Moraza Ruiz de Azúa

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *