23 de Julho de 2017

Vidas santificadas na roça da integração

Publicado por
No corriqueiro de um lavrador
O Semeador de Utopias
Passa deixando sua marca
Imprimindo sabedoria na alma,
Alegria na existência.
Em suas mãos o quotidiano
Torna-se revelação,
O simples, manifestação.
Maturidade é a palavra de ordem,
Que não vem antes,
De um calejar de mãos…
De uma pele tostada…
No campos de existenciais plantação.
Em cada sementeira uma esperança,
Em cada erva daninha uma frustração,
Em cada colheita uma superação,
Uma ressurreição sem igual,
Fruto de uma angústia maternal.
Aos avexados uma decepção,
Aos perfeitos uma desilusão,
Pois não souberam,
Esperar, aceitar e amar,
Uma condição humana,
Tão excepcional e desigual
Portadora de bençãos e maldições.
Aos calejados e tostados,
Uma alegria sobrenatural,
Pois aceitando a presença do mal,
Conscientes das limitações,
Não desperdiçaram energias,
Acompanharam atentos,
Contemplaram o essencial.
Momento oportuno chegado,
Maturidade construída,
Chega o momento da colheita,
Graça Divina com mãos calejadas,
Calor do Espírito e peles tostadas,
Vidas santificadas na roça da integração,
Onde o mal se torna periferia,
O bem, essencial e central.
Pois é né, na roça dos sábios,
O espiritual é gemido inefável,
Calejador, tostador… trabalhador,
Também, encantador e sonhador.
Por pe. Éder Carvalho Assunção Missionário da Prelazia de Lábrea no Corno da África [email protected]
Uma leitura Orante
www.prelaziadelabrea.org

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *