13 de Setembro de 2017

“Ser esmagado como a cana, E mesmo assim, doar doçura”

Publicado por

Perdoar não é um acerto de contas,
Nem mesmo um “justo julgamento”
Muito menos uma crise de esquecimento,
Ou ainda um destilar de superioridade.

Perdoar é um amar “apesar de”,
Este não exige humilhação,
Muito menos sermão,
Se toma a decisão de permanecer,
Permanecer no amor, e pronto!

Cuidado com o falso perdão,
Aquele que vem recheado
Do mais puro “eu esqueci”,
Ou do falso perdão justiceiro,
Onde uma ladainha de erros
Se vomita sobre outro,
Para mostrar que o outro é pecado,
“E eu”, o bonzinho que doa perdão.

Perdoar é amar,
Deixar a ferida cicatrizar,
Deixar o Espírito protagonizar,
É viver o martírio da ternura,
Parafraseando D. Helder,
Ser esmagado como a cana,
E mesmo assim, doar doçura.

Por pe. Éder Carvalho Assunção. Missionário da Prelazia de Lábrea no Corno da África [email protected]

Uma leitura Orante :

Leituras do Dia

Leituras do Dia

1ª Leitura – Eclo 27,33-28,9
Salmo – Sl 102,1-2.3-4.9-10.11-12 (R. 8)
2ª Leitura – Rm 14,7-9
Evangelho – Mt 18,21-35

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *