11 de Janeiro de 2014

Regional Noroeste se fez presente em Maracaibo

Publicado por
Casa de Retiro - Irs. Servas de Maria Reparadora - Rio Branco - Regional Noroeste

O que aconteceu no VI Congresso Missionário Americano e no IX Congresso Missionário Latino-Americano em Maracaibo – Venezuela?

A Cidade de Maracaibo na Venezuela sediou nos dias 26 de novembro a 01 de dezembro, a abertura do IV Congresso Missionário Americano (CAM4) e IX Congresso Missionário Latino-americano (COMLA 9). Onde reuniu mais de três mil missionários de 24 países para refletir sobre o tema: “Discípulos missionários de Jesus Cristo da América, em um mundo secularizado e pluricultural” e o lema: “América missionária, partilha tua fé”. O Brasil participou com uma delegação de 139 pessoas representantes dos Conselhos Missionários Regionais (COMIRE). Do Regional Noroeste foi representado pelo Padre Adão dos Reis e Padre José Carlos da Cruz, ambos da Diocese de JI-Paraná. Os brasileiros congressistas ficaram hospedados em Maracaibo, nas casas de famílias das Paróquias São Miguel Arcanjo e Sagrada Família que acolheram com muita alegria e entusiasmo a todos!

A Missa inaugural foi celebrada na Praça da Basílica de Nossa Senhora de Chiquinquirá, e reuniu mais de 3.500 fiéis. A celebração foi presidida pelo enviado especial do Papa Francisco, Cardeal Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos. Antes da Eucaristia, acolheram as relíquias de Santa Teresa de Lisieux, ou como conhecida popularmente, Santa Teresinha do Menino Jesus, Padroeira das Missões, que chegaram ao território venezuelano no dia 28 de outubro para a celebração deste grande evento.

Na abertura do Congresso, o Cardeal Fernando Filoni, insistiu numa maior participação do Continente americano na missão universal da Igreja. Em sua homilia afirmou que o Congresso é uma oportunidade para refletir, passados cinco séculos de evangelização da América, como as pessoas vivem e creem. “Precisamos de nos perguntar o que predomina nas nossas Igrejas, se é uma pastoral de conservação ou de anúncio; se é uma pastoral centralizada somente em nossas realidades americanas ou latino-americanas ou, ao contrário, aberta ao mundo”. Prosseguiu a homilia questionando o tipo de pastoral que se faz: “se a nossa pastoral, às vezes perto dos pobres com as palavras, está na realidade distante deles”. Ou ainda se é uma pastoral, “atenta a colocar Cristo em primeiro lugar ou se, ao contrário, como diz o Papa Francisco, é autorreferencial, politizada, ideologizada, sem alma e formal”.

O tema dominante do Congresso foi: “O anúncio de Jesus Cristo no mundo de hoje, secular e pluricultural”. Este foi o tema da palestra feita pelo teólogo argentino Lucas Cerviño, que abriu o ciclo de conferências do 4º Congresso Americano Missionário (CAM 4 – Comla 9). No período da tarde, os congressistas aprofundavam as reflexões em 22 fóruns temáticos organizados nas salas do Palácio de Eventos em Maracaíbo.

A segunda Conferência foi proferida pelo secretário geral da Conferência Episcopal da Nicarágua, Dom Silvio Báez, que destacou a importância da Palavra de Deus para o mundo de hoje. “Se não oferecemos a palavra de Deus ao mundo, o que temos a oferecer? Toda a evangelização está fundada sobre esta Palavra escutada, meditada, vivida, celebrada e testemunhada”, disse, citando a Exortação Apostólica ‘Alegria do Evangelho’ divulgada recentemente pelo Papa Francisco.

No terceiro dia de Congresso, a Oração da manhã ficou por conta da delegação brasileira, em seguida, o Padre salesiano, Raúl Biord Castillo, (que durante o Congresso foi nomeado bispo) refletiu sobre a urgência da Missão nos âmbitos da nova evangelização e da missão ad gentes, tema da terceira conferência. “Qual o significado de nova evangelização? Que relação tem com a missão? De agora em diante tudo é nova evangelização? Como fica a missão ad gentes? Por que a nova evangelização é nova se proclama a Jesus Cristo, o mesmo ontem, hoje e sempre (Hb 13,8)?”. Padre Raúl retomou a Encíclica Redemptoris Missio de João Paulo II (1990).

A quarta Conferência proferida pela teóloga colombiana, Olga Consuelo Vélez refletiu o estado permanente de missão. A última Conferência, sobre a Vida Religiosa Consagrada, foi proferida pelo brasileiro Irmão Israel José Nery que lembrou a Vida Religiosa Consagrada: “É essencialmente uma missão mística, simbólica e profética”. O penúltimo dia de Congresso foi reservado aos testemunhos missionários. Exemplo a Irmã Monserrat com mais de 25 anos de missão Ad Gentes, trabalhou no Japão, no Marrocos e atualmente na Argélia. E também o Padre mexicano, Ricardo Jimenez, que está há treze anos na Argélia. Padre Ricardo destacou ainda a importância da formação para a missão.

Finalmente, o 4º Congresso Americano Missionário (CAM 4 – Comla 9) indicou como síntese, cinco orientações pastorais a serem assumidas nas comunidades, sendo: discipulado missionário, conversão, secularização, pluriculturalidade e missão Ad Gentes. Sobre Missão Ad Gentes, o Congresso suscitou às Conferências Episcopais das Américas que, nos próximos cinco anos, assumam um lugar de missão para o qual devem enviar religiosos, religiosas, sacerdotes e leigos. Devendo promover a formação sobre a Missão universal para todos os agentes pastorais.

A Missa de encerramento do Congresso, presidida pelo Arcebispo de Maracaibo, Dom Ubaldo Santana, na Praça da Basílica de Nossa Senhora de Chiquinquirá, reuniu mais de 4.000 fiéis. Ao final da Missa, aconteceu o envio de dez missionários para diversas partes: Moçambique (5), México (1), Nicarágua (1), Angola (1), Guatemala (1) e comunidade indígena na Amazônia venezuelana (1). Entre os enviados estão quatro leigos, três padres, duas religiosas e um diácono. Também foi anunciada a cidade de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, como sede do CAM 5 – Comla 10, previsto para julho de 2018.

No domingo, dia 01 de dezembro a Celebração Eucarística e as atividades se realizaram nas Paróquias que acolheram os missionários. Após a missa envio para as visitas missionárias nas casas dos Bairros das Paróquias supra citadas.

Na madrugada do dia 02, muitos congressistas brasileiros, começaram a deixar Maracaibo e retornar para seus regionais. Foi um momento muito rico de estudos, convivência, inculturação e algumas situações inusitadas que vão permanecer na memória daqueles e daquelas que tiveram a graça de participar do 4º Congresso Missionário Americano na Cidade de Maracaibo.

O CAM 4 – Comla 9 deve significar novo envio para a missão e responsabilidade do continente americano com a evangelização do mundo. Deve despertar na Igreja da América um grande impulso missionário, um novo Pentecostes. Que nosso Regional Noroeste possa sempre ter este espírito vivo e missionário ao Evangelho de Cristo para com todo o Povo de Deus junto as Comunidades na ação em conjunto na missão Ad Gent para uma Igreja viva em Cristo!

Padre José Carlos da Cruz
COMIRE NO

Fonte: Comire NO

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *