20 de Maio de 2018

Padre Ivanderley preside sua primeira Missa em Lábrea

Publicado por

Neste sábado (19) o Frei Agostiniano Recoleto recém-ordenado sacerdote Francisco Ivanderley Ribeiro (OAR) presidiu na Catedral de Lábrea – Paróquia Nossa Senhora de Nazaré a sua primeira missa nesta noite solene da Vigília de Pentecostes.

Frei Francisco Ivanderley nasceu no dia 13 de agosto de 1975 em Croatá – CE, filho do casal Pedro Cezário Ribeiro e Antônia Francisca de Jesus, e ingressou na Ordem dos Agostinianos Recoletos em Guaraciaba do Norte – CE no ano de 2007. Desde então deu sequência aos seus estudos e formação religiosa estudando Filosofia em Fortaleza – CE e fez o noviciado e profissão simples em Monteagudo – Espanha, terminando seus estudos de Teologia em Madri – Espanha.

Frei Ivanderley foi destinado a missão de Lábrea – AM em 2016 e fez sua Profissão Religiosa solene no dia 30 de setembro do mesmo ano. Foi ordenado Diácono no dia 13 de novembro de 2017 na Catedral de Lábrea e no dia 05 de maio de 2018 foi ordenado sacerdote na Paróquia Nossa senhora dos Prazeres em Guaraciaba do Norte – CE por Dom Santiago Sánchez, bispo da Prelazia de Lábrea.

Na Paróquia de Lábrea, frei Ivanderley atualmente ocupa o cargo de diretor do Projeto Centro Esperança, além de acompanhar diretamente algumas pastorais e comunidades. Assim neste dia em que celebrou sua primeira missa seus irmãos no ministério Frei Luís Reyes e Padre Henrique Giera concelebraram com ele e a comunidade paroquial o acolheu com grande carinho a fim de homenageá-lo pelo sim generoso à vontade de Deus e para rezar por sua vocação para que seja fiel e perseverante ao ministério e missão que lhe foi confiado.

Ainda na celebração um grupo de música do Centro Esperança com seus orientadores prestaram uma homenagem ao Frei com uma belíssima canção e em seguida em nome da Paróquia, Frei Luís entregou-lhe alguns presentes entre eles um cálice e uma patena trabalhados em madeira da região. Após, Frei Ivanderley recepcionou alguns convidados para um jantar nas dependências do Centro Esperança.

TEXTO: Marcelo Viana

 

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *