31 de Agosto de 2017

Na Cruz: Tornar palpável o Sagrado

Publicado por

A experiência mística alimenta a alma,
Fundamenta a esperança,
Torna palpável o Sagrado.

Esta não é resposta de uma súplica,
É antes de mais nada,
Fruto da gratuidade,
Do Totalmente Outro
No mais íntimo do ser.

Esta brisa fecundante
Faz no fecundado algo inesperado:
Desperta o desejo de Deus.

Diferente daquilo que se vê
Na religião do ter,
Onde novenas e preces interesseiras,
Surrupiam o Sagrado,
Onde o fundamentalismo
Amarga a imagem primordial.

Ah! No iniciado sedento de Deus,
Busca e comunhão,
Contentamento no Amado.

Enquanto muitos trilham
Nos caminhos da consumação de milagres,
Este faz do seu caminho um milagre.
Enquanto o primeiro consome compulsivamente,
O segundo degusta docemente.

O consumidor é exigente,
Busca a vitória, ser vencedor,
Blindado, abençoado grandemente.

O segundo é seduzido,
Zombado, injustiçado, esgotado,
Humilhado… mas com um fogo ardente.
Sua noite escura não é uma depressão,
É um combate de alma,
Pois é tentado à mediocridade do primeiro.

Seduziste-me Senhor com Tua Cruz,
Eu me deixei seduzir com a Cruz do outro.
Pois no milagre da compaixão,
Não fui blindado, nem vencedor,
Vivenciei na Cruz do outro,
Desprezo, indiferença e silêncio,
Dos inimigos da Cruz, e pior,
Também daqueles “que carregam a cruz”.

Na sedução da renúncia,
Eu Te encontrei,
Na ausência de milagres,
Eu Te degustei,
Na Cruz do outro,
Eu Me encontrei.

Por pe. Éder Carvalho Assunção Missionário da Prelazia de Lábrea no Corno da África [email protected]

Leituras do Dia

1ª Leitura – Jr 20,7-9
Salmo – Sl 62,2.3-4.5-6.8-9 (R. 2b)
2ª Leitura – Rm 12, 1-2
Evangelho – Mt 16,21-27

 

 

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *